Como proteger o cão no inverno

Saiba como manter seu animal de estimação longe de doenças este finzinho de outono e durante todo o inverno


Cão
Fique atenta às alterações de comportamento do seu amigo
Foto: Dreamstime

Em época de clima seco e baixas temperaturas, os bichos sofrem mais com alergias, distúrbios respiratórios e problemas causados por carrapatos. E os cães são ainda mais suscetíveis, por causa das aglomerações. "No mês de julho, eles costumam ficar em hotelzinho ou viajar de férias com a família, e em agosto tem campanha de vacinação contra raiva", explica Marcelo Quinzani, veterinário. Siga as dicas do especialista para seu amigo chegar saudável à primavera.


As doenças mais comuns no inverno

Conjuntivite
Causa: poluição e aumento da poeira no ambiente, que entra no olho quando o cão se coça.
Sintomas: secreção, mucosas vermelhas e intolerância à luz.
Risco: cegueira.
Prevenção: espalhar bacias de água pela casa e limpar os olhos do animal com água filtrada, de uma a duas vezes ao dia.
Tratamento: lubrificar os olhos com solução fisiológica e, no caso de infecção, aplicar colírio receitado por um veterinário

Gripe ou tosse dos Canis
Causa: inflamação contagiosa na traqueia, provocada pela bactéria Bordetella.
Sintomas: tosse seca persistente.
Risco: pneumonia.
Prevenção: evitar aglomerações e vacinar o bicho anualmente.
Tratamento: dar remédio para tosse, fazer inalação e, nos quadros mais complicados, usar antibiótico.

Doenças do Carrapato (Erlichiose e babesiose)
Causa: picada de carrapato contaminado,que vive mais tempo em praças e parques com a escassez de chuvas.
Sintomas: febre, falta de apetite, manchas e sangramentos (nariz e gengiva).
Risco: morte por anemia, hemorragia e insuficiência renal.
Prevenção: passar produto contra carrapatos a cada 21 dias nos cães que têm acesso à rua e mensalmente nos peludos que não saem de casa.
Tratamento: eliminar os carrapatos e dar antibiótico para curar a doença.

0 comentários: