O combate as pulgas requer persistência e, até, criatividade!

A das pulgas é espantosa. Por exemplo, com apenas dois casais de pulgas adultas colocadas num animal pelo período de 90 dias, ao final, já haverá mais de 2.500 formas jovens no ambiente (ovos, larvas e casulos) e mais de 450 pulgas adultas alimentando-se a um só tempo e liberando novas pulgas adultas, certamente ocorrerão novos surtos repentivos e aparentemente sem causa. As fases do ovo e larva tem pequenas variações de tempo, porém, na fase de casulo, o animal poderá se manter protegido por até um ano.
Quando você trata o animal para matar as pulgas adultas, controla-se apenas 5% de problema, porque 95% das pulgas estão no ambiente nas formas de ovo, larva e casulo.
O combate às pulgas é mais fácil quando os níveis de infestação no animal são baixos. Lembre-se que para cada pulga no animal, existem dezenas de descendentes em suas várias formas no ambiente.
Por isso, é importante que o proprietário do animal esteja atento e combata as pulgas antes de a situação tornar-se crítica. Os ovos e larvas infectantes permanecem livres principalmente nos ambientes úmidos e sombreados.
A desinfestação criteriosa no animal deve estar aliada à medidas drásticas de desinfecção ambiental. Existem, no mercado, alguns inseticidas eficazes, porém, deve-se tomar cuidado, pois normalmente trata-se de produtos tóxicos, que podem comprometer a saúde do animal e da família. Existem produtos para uso externo e interno.
Porém, deve-se levar em consideração quatro fatores: eficácia; duração do efeito, ou seja, quanto tempo age o produto; , cuidados ao aplica-lo, uma vez que pode causar ; praticidade que o produto oferece.
As pulgas em forma de pupa são resistentes aos inseticidas geralmente aplicados, por isso é importante, mesmo após o desaparecimento das formas adultas, continuar a tratar o hospedeiro e o ambiente periodicamente.
A temperatura baixa destrói um grande número de pulgas nas fases de ovos e larvas. No verão, com as condições ideais de temperatura e umidade, nessas fases elas morreriam no inverno, passam a se desenvolver até chegar à pulgas adultas.
Criatividade
A necessidade nos estimula a criatividade. Desta forma, por causa de uma profunda alergia que os inseticidas causaram na minha querida cocker spaniel, a Tanny, acabei descobrindo uma forma prática de eliminá-las: coloquei talco antipulgas no saco de aspirador de pó e aspirando todo o corpo do animal, pode parecer incrível, mas não fica uma pulga. Infelizmente este método não resolve o problema, mas ameniza nos cães que são muito alérgicos.

0 comentários: