Itália proibe fogos de artifício

cao fogos3 340x284 Itália proibe fogos de artifício
Idéia que poderia ser copiada… Nada contra a beleza dos fogos, mas o barulho é insuportável. Na minha rua já era dia 01 e ainda tinha gente comemorando. Um cachorro de minha vizinha comeu a cortina de medo… outro apareceu em casa e estamos procurando o dono, pois estava ofegante, e claramente tem um dono… Acho também que precisamos conscientizar as crianças, ensinando sobre o barulho que provoca medo para os , além do perigo que as bombinhas e fogos provocam a elas.
Os italianos se preparam para o Ano-Novo com proibições de lançar em várias cidades para evitar ferimentos em animais e crianças e com sérias recomendações de oftalmologistas no momento de abrir as garrafas de prosecco sem que a rolha tenha como alvo os olhos de quem estiver no entorno.

A polêmica dos explosivos partiu neste ano da Aidaa (Associação Italiana de Defesa dos Animais e Ambiente). Em várias cidades, a entidade pediu aos prefeitos a proibição do uso de fogos dos quais os italianos são tão fãs para festejar a entrada do novo ano e que “aterrorizam os animais, que passam a noite escondidos”.
 Aderiram a essa iniciativa as cidades de Turim, Milão, Veneza e Modena, no norte do país, e Bari, no sul.
 Por sua vez, o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, não proibiu as comemorações pirotécnicas, já que para parte dos italianos é mágico destruir o tempo passado através da purificação do fogo, mas com moderação.
Os , entretanto, advertem que tanto os animais domésticos quanto os selvagens sentem terror diante de explosões porque não sabem de onde provêm e podem fugir apavorados invadindo estradas ou abandonar em revoada seus ninhos.
Uma proibição impossível de impor em Nápoles, onde a população adora os fogos e neste ano está sendo preparado um grande show pirotécnico com o nome de “prêmio de risco”. A esperança deles é conjurar com a explosão a crise econômica tão ligada ao que os italianos chamam de “spread”, que até agora nem sequer o primeiro-ministro da , Mario Monti, conseguiu exorcizar.
O uso impróprio de explosivos causa a cada ano milhares de ferimentos em adultos e crianças, com danos mais graves nas mãos e no rosto (7%), enquanto 5% acabaram com amputações de membros e perda de visão, informa neste sábado o jornal “Il Messagero”. Só em Nápoles, a pirotecnia fez nos últimos cinco anos 344 feridos.

0 comentários: